domingo, 29 de agosto de 2010

Manual do Sexo Oral:

Enquanto o pessoal ta aí discutindo sobre outras inutilidades, vou direto àquilo que interessa –

Manual do Sexo Oral:

Este guia só faz sentido para quem realmente gosta de sexo oral. Se você é do tipo que faz apenas para cumprir o script, esqueça! Não existe nada mais sem graça do que uma lambida burocrática. Se, ao contrário, você sente prazer verdadeiro em dar prazer com a boca, este guia irá lhe ajudar a melhorar ainda mais sua performance.

Antes de tudo, convém conhecer a fruta em detalhes. Para isso, dê uma conferida na foto ilustrando a "Anatomia de uma vagina .Mas tenha sempre em mente que o sexo oral não se restringe à região genital. O corpo da mulher é todo sensível e merece ser beijado, lambido e chupado por inteiro.

Claro que algumas partes são mais sensíveis que outras e isso varia de mulher para mulher. Portanto, para não correr o risco de desagradar, comece lambendo o pé da cama. Aí não tem como errar. Falando sério, vá devagar, lambendo pelas beiradas. Em se tratando de assunto tão delicado (sob todos os sentidos) nunca vá direto ao ponto. O "grelo" é por demais sensível e até mesmo o contato da língua pode ser incômodo se sua parceira não estiver suficientemente excitada.

Os seios e os mamilos são ótimos pontos de partida. Trate-os com carinho, chupe devagar, passe a língua nos mamilos e sinta-os endurecer. Morda bem de leve (a não ser que ela peça o contrário).

Cuidado com a barba por fazer. Embora algumas mulheres gostem, a maioria vai se sentir incomodada. Barba roçando em lugares sensíveis funciona como uma lixa.

Dedique atenção especial à nuca e às costas. Deixe a língua deslizar lentamente de cima para baixo, até a base da coluna.

Beije a bunda, as coxas, as virilhas… Brinque com a língua em torno do ânus, lamba carinhosamente o períneo (aquele pedacinho que fica entre a vagina e o ânus). Você pode e deve se concentrar durante alguns minutos nessa região extremamente rica em terminais nervosos e, por isso mesmo, super sensível.



1 = Corpo do clítoris

2 = Clítoris
3 = Lábios menores
4 = Entrada vaginal
5 = Lábios maiores







EXPERIMENTE!!!!!Tomar vinho ou champanhe

Derrame lentamente sobre a vagina e vá lambendo, absorvendo cada gota. Não use destilado (uísque, vodka, etc… porque arde).

Bem, finalmente chegou o momento de encarar a coisa de frente. Ela, a essa altura, a mulher deve estar louca para sentir sua boca envolvendo-a por inteiro. Provoque um pouco mais. Toque a vagina dela com os dedos, introduza um ou dois na vagina, mexa lá dentro, sinta o calor, a umidade. Tire os dedos, lambuzados do caldinho dela e chupe, sinta o sabor… Ela vai adorar ver você fazendo isso.

O orgão sexual feminino possui uma “arquitetura” complexa, rica em detalhes. Explore todos as dobrinhas. Deslize a língua pelos pequenos lábios, de cima para baixo, de baixo para cima, de um lado, do outro… Se ligue na textura e no sabor.

EXPERIMENTE!!!! Com Gelo

Coloque uma pedrinha de gelo na boca e, ao mesmo tempo, chupe-a. A mescla do calor da sua boca com o frio do gelo provoca sensações incríveis.

CUIDADO!!!! Algumas mulheres são tão sensíveis que não agüentam o contato direto com a ponta do grelo. Nesses casos, concentre-se nas laterais dele ou use a pele que recobre o clitóris como proteção.

Separe os lábios da xota com os dedos e enfie a língua na vagina o mais fundo que você puder. Faça movimentos de entra-e-sai com a língua, imitando uma boa trepada.

Envolva a vagina toda com a boca e chupe gulosamente, como quem chupa uma fruta madura, sorvendo cada gota do melzinho dela, sem deixar de trabalhar com a língua.

O Clitóris é a meta. Somente quem sabe tratá-lo adequadamente é capaz de dar uma chupada inesquecível.

Mais do que nunca, você precisa estar sintonizado com sua parceira, atento às suas reações mais sutis. Esse é o melhor de todos os guias para fazer a coisa certa.

Experimente enfiar um ou dois dedos na vagina enquanto lambe o clitóris dela. Mexa lá dentro devagar, faça movimentos lentos de entra-e-sai com os dedos, tente encontrar o Ponto G (uma protuberância na parte anterior da vagina, a uns 5 cm da entrada). Se você fizer isso direito ela vai ficar doida. Se ela lhe pedir para tirar os dedos, tire. Algumas mulheres perdem a concentração quando você faz isso.

Do mesmo modo, você pode experimentar enfiar um dedo no ânus dela enquanto chupa. Mas vá com calma porque nem todas gostam desse tipo de carinho. Fique ligado nas reações dela.

Coloque o clitóris na boca e chupe suavemente enquanto brinca com a língua na ponta dele.
Alterne as chupadas com lambidas ao longo da fenda da vagina, nas virilhas, nos grandes lábios…
Volte a se concentrar no clitóris, vibrando a língua bem rápido. A alternância é importante pois a manipulação constante do clitóris pode provocar um resultado oposto ao desejado: ele tende a ficar dormente e aí todo o caminho que você construiu rumo ao prazer supremo da sua parceira vai por água abaixo. Mas têm um detalhe: se você perceber que ela está prestes a gozar, não pare nem mude a forma como está fazendo. Mantenha o ritmo e a pressão até o fim.


Um comentário:

  1. na primeira vez com a minha namorada devo fazer o sexo oral ?

    ResponderExcluir